Circuito Brasileiro

  • Crédito: FIVB

    Atletas no qualificatório em Campo Grande.

Dani avança no classificatório. Rita consegue vaga inédita

Jogadoras são dois dos principais nomes no classificatório do último torneio Open de 2018
Por: Redação - 21/11/2018 17:54:32
226 visualizações

A disputa do classificatório para a etapa de Campo Grande (MS) do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia contou com grandes partidas na abertura do torneio, nesta quarta-feira (21.11), no Parque das Nações Indígenas. Foram 15 partidas com 23 duplas disputando as últimas oito vagas à fase principal. Destaque para Danielle, atleta da casa que conseguiu a classificação, e para a carioca Rita, que avançou pela primeira vez em uma etapa.

As oito duplas que se classificaram nesta quarta-feira foram Sandressa/Rosimeire Lima (AL), Solange/Teresa (DF/CE), Rafaela/Jéssica (PA), Pity/Thais (BA/RJ), Danielle/Amanda (MS/RJ), Naiana/Fabrine (CE/BA), Rita Vital/Semírames (RJ/SP) e Flávia Moura/Bárbara Ferreira (RJ). Cada uma venceu um jogo eliminatório para ficar com a vaga, avançando na primeira rodada por bye, sem terem que entrar em quadra.

Danielle, que recentemente foi diagnosticada com leucemia e superou a doença, comemorou a chance de disputar o torneio em casa. A atleta superou ao lado de Amanda (RJ) a dupla Haissa/Cris (MS/SP) por 2 sets a 1 (15/21, 21/17, 15/13) e contou com a energia das arquibancadas, com a presença de familiares e amigos.

“É uma mistura de felicidade e gratidão, por tudo que passei e conseguir estar aqui, praticando vôlei de praia de alto nível. Fui liberada pelos médicos com cautela, ainda tenho algumas limitações, sigo fazendo o tratamento, então só de estar em quadra já é motivo de muita alegria. Minha parceira sofreu uma lesão, mas consegui formar a dupla com a Amanda em cima da hora e conseguimos a vaga. Já treinamos e jogamos juntas, então isso colaborou muito também para virarmos a partida”, declarou.

Alegria também para a carioca Rita Vital, que avançou pela primeira vez à fase de grupos. Ao lado de Semírames (SP), que estava afastada desde abril dos torneios, ela superou Mayana/Andrea (TO/AM) por 2 sets a 0 (21/18, 21/10) pela vaga. A atleta de 32 anos do Instituto Evokar elogiou a experiência da parceira e celebrou a inédita classificação.

“Estou muito feliz pela vaga, a Semírames é uma grande atleta, quando ela aceitou jogar a etapa comigo, sabia que o resultado viria. É fruto de um trabalho longo no Instituto Evokar, com meu técnico Leandro Martins e o apoio da minha terapeuta. Estamos em CTs diferentes, fizemos um treinamento juntas, mas as dicas e a experiência da minha parceira ajudaram muito. Comecei tarde no vôlei de praia e precisava de alguém com a bagagem dela, encaixou muito bem. Ela me passou tranquilidade e isso foi fundamental”, disse Rita.

Uma dupla que pela terceira etapa seguida avançou no classificatório e tem demonstrado grande regularidade é do time Solange/Teresa (DF/CE). A brasiliense comentou o bom momento do time e comemorou mais uma vaga na fase de grupos, desta vez com vitória por 2 sets a 0 (21/16, 21/16) sobre Roberta Glatt e Carol (RJ).

“Estou muito feliz com os resultados que estamos conquistando, é a primeira vez que consigo treinar com minha parceira, no mesmo centro de treinamento. Isso é resultado de um trabalho conjunto, estamos confiantes para a fase de grupos, esperando crescer cada vez mais. Cada vitória no classificatório aumenta nossa confiança, sabendo que é sempre um jogo tenso, mas que temos capacidade para seguir”.

As oito duplas classificadas se juntam nesta quinta-feira aos 16 times que já estavam garantidos pelo ranking de entradas, completando as 24 equipes para a disputa da fase de grupos. Os três melhores de cada chave avançam para a segunda fase, quando a competição segue com oitavas de final, quartas de final, semifinais e disputas de medalha.

As 16 duplas garantidas pelo ranking são Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Maria Elisa/Carol Solberg (RJ), Ágatha/Duda (PR/SE), Victoria/Tainá (MS/SE), Juliana/Andressa (CE/PB), Talita/Taiana (AL/CE), Neide/Josi (AL/SC), Maria Clara/Elize Maia (RJ/ES), Val/Érica Freitas (RJ/MG), Carolina Horta/Ângela (CE/DF), Izabel/Thati (PA/PB), Vivian/Vitoria (PA/RJ), Aline/Diana (SC/RJ), Juliana Simões/Eunyce (PR/AL), Thamela/Ingridh (ES/PR).

Os jogos da fase de grupos, a partir de quinta-feira (22.11), terão transmissão ao vivo pelo Facebook e site oficial da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Já as disputas de medalha dos dois naipes, no sábado (24.11), a partir das 19h (de Brasília), e domingo (25.11), a partir das 10h, serão exibidas ao vivo exclusivamente pelos canais SporTV.

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos quase R$ 500 mil por etapa.



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade