Circuito Brasileiro

  • Crédito: William Lucas/Inovafoto/CBV

    Norte-americana Sara Hughes voa para realizar defesa em Natal.

Estrangeiras superam quali em Natal

Duplas convidadas, Ross/Hughes e Heidrich/Verge-Depré, vencem seus jogos no quali
Por: Redação e assessorias/CBV - 21/03/2019 19:32:34

As últimas oito vagas à fase de grupos do torneio feminino da etapa de Natal (RN), palco da sexta etapa do Circuito Brasileiro Open de vôlei de praia 18/19, foram definidas nesta quinta-feira (21.03). A disputa envolveu 31 times em 23 jogos eliminatórios diretos. Duas duplas estrangeiras venceram, mas por conta de lesão, só uma avançou no torneio: as norte-americanas Summer Ross e Sara Hughes, treinadas pelo capixaba Loiola.

Joana Heidrich e Anouk Verge-Depre venceram os dois jogos no dia, mas a bloqueadora da dupla lesionou as costas no segundo duelo e não conseguiu seguir. “É frustrante, estávamos muito felizes com a oportunidade e gratas pelo convite. Infelizmente a dor está forte e é melhor não forçar. São coisas que acontecem na profissão, espero que consiga me recuperar rapidamente para o Circuito Mundial”, declarou Heidrich.

Com a lesão, Solange/Eunyce (DF/AL), dupla de melhor ranking que havia sido derrotada, acabou ganhando a vaga à fase de grupos. Além delas, também se classificaram Talita/Hegê (CE), Fabrine/Pity (BA), Rosimeire/Carolina Ferrari (AL/RJ), Verena/Cris (CE/SP), Luiza Amélia/Victoria (CE), Geissy/Rebeca (PB) e Summer Ross/Sara Hughes (EUA).

As norte-americanas são comandadas por um dos maiores nomes do vôlei de praia brasileiro, o capixaba José Loiola. Elas comentaram as duas vitórias do dia e a vaga na fase principal.

“É muito divertido estar aqui, somos muito agradecidas pelo convite para o classificatório, tivemos duas partidas realmente difíceis, especialmente na estreia. O calor é bastante intenso, a Califórnia, onde treinamos, tem uma temperatura um pouco menor. Mas estamos muito felizes por termos avançado”, disse a defensora Sara Hughes.

“É uma grande preparação e oportunidade para nós, estarmos aqui competindo em nível tão alto. Temos uma etapa daqui um mês pelo Circuito Mundial e estávamos ansiosas para entrar em quadra e colocar nosso melhor. Chegamos na terça-feira e tudo estava pronto, pudemos treinar nas quadras, é um torneio realmente bonito”, completou Summer.

Já estavam garantidas pelo ranking de entradas 16 duplas no naipe feminino. São elas Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), Carolina/Maria Elisa (RJ), Ágatha/Duda (PR/SE), Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ), Taiana/Talita (CE/AL), Juliana/Andressa (CE/PB), Victoria/Tainá (MS/SE), Carol Horta/Ângela (CE/DF), Vivian/Vitória (PA/RJ), Josi/Neide (SC/AL), Val/Érica Freitas (RJ/MG), Izabel/Thati (PA/PB), Rafaela/Jéssica (PA), Aline/Juliana Simões (SC/PR), Naiana/Diana (CE/RJ) e Teresa/Thais (CE/RJ).

O Circuito Brasileiro 18/19 conta com sete etapas, começando em setembro de 2018 e seguindo até abril deste ano. Na primeira etapa da temporada, disputada em Palmas (TO), Hevaldo/Arthur Lanci (CE/PR) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) ficaram com a medalha de ouro. Já na segunda parada, disputada no mês de outubro, em Vila Velha (ES), títulos para Guto/Saymon (RJ/MS) e Fernanda Berti/Bárbara Seixas (RJ).

Em Campo Grande (MS), em novembro do ano passado, ouro de Pedro Solberg/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Ágatha/Duda (PR/SE). Já em janeiro deste ano, na retomada do tour em São Luís (MA), títulos para Ricardo/Álvaro Filho (BA/PB) e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE), e em Fortaleza (CE), ouro para Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) e Carol Solberg/Maria Elisa (RJ).

Além das duplas campeãs de cada etapa, também existem os campeões gerais da temporada, somando a pontuação obtida nos sete eventos. A competição distribui R$ 45 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. Ao todo, são distribuídos quase R$ 500 mil por etapa.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade