Circuito Mundial

  • Crédito: FIVB

    Rebecca ataca, observada pela sua parceira Ana Patrícia, em Viena, na Áustria.

Bom começo para as duplas brasileiras

Brasil começa com bom aproveitamento no torneio feminino em Viena
Por: Redação e assessorias/CBV - 31/07/2019 18:40:29

O primeiro dia de competição na chave principal do torneio feminino da etapa de Viena (AUT) foi quase perfeito para o Brasil. As cinco duplas do país que iniciaram a disputa pelo título do evento cinco estrelas do Circuito Mundial de vôlei de praia entraram em quadra nesta quarta-feira (31.07), e venceram nove dos dez confrontos.

Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE), dupla brasileira mais bem colocada no ranking mundial, estreou com vitória sobre Soria/Carro (ESP) por 2 sets a 0 (21/19 e 21/12). Depois elas conseguiram avançar direto para as oitavas de final ao terminarem em primeiro no grupo C com novo triunfo, desta vez sobre Larsen/Stockman (EUA) por 2 sets a 0 (21/12 e 21/19).

“Na estreia fizemos um jogo ‘estranho’, mas usamos nossa experiência adquirida neste tempo que estamos rodando o Circuito Mundial. A partida seguinte, contra a Stockman e a Larson era um jogo complicado, estávamos com elas engasgadas depois que nos eliminaram na etapa de Tóquio. Mas desta vez tudo deu certo para nosso lado. Estou muito feliz com o resultado”, comentou Ana Patrícia.

No grupo E Bárbara Seixas e Fernanda Berti (RJ) conseguiram ficar em primeiro com dois resultados positivos. No primeiro confronto elas passaram por Stubbe/van Iersel (HOL) por 2 sets a 0 (21/18 e 21/13). Um pouco mais tarde elas precisaram do tiebreak para vencerem as polonesas Wojtasik/Kociolek (21/15, 20/22 e 15/9).

A dupla Taiana e Talita (CE/AL), pelo grupo H, venceu Schutzenhofer/Plesiutschnig, da Áustria, por 2 sets a 0 (21/18 e 21/12). Na rodada seguinte elas voltaram a vencer, desta vez as adversárias eram a tricampeã olímpica Kerri Walsh e a parceira Brooke Sweat (EUA), por 2 sets a 1 (25/23, 18/21 e 15/13).

Outra dupla brasileira invicta é a formada por Maria Elisa e Carol Solberg (RJ). Elas ficaram com a primeira colocação no grupo F com vitórias sobre Bieneck/Schneider (ALE) por 2 sets a 0 (27/25 e 21/16), e sobre Bansley/Brandie (CAN) por 2 sets a 0 (26/24 e 24/22). Após a classificação direta às oitavas, Maria Elisa comentou sobre as partidas do dia, e a importância do dia livre garantido, já que apenas a repescagem será realizada nesta quinta-feira (01.08), no torneio feminino.

“Foi um dia difícil, enfrentamos dois bons times. E agora precisamos nos recuperar, descansar e estudar as possíveis adversárias na próxima fase. Estou feliz como o que conquistamos hoje, e com o que a Carol jogou”, disse Maria Elisa.

Agatha e Duda (PR/SE) largaram com resultado positivo no grupo D, e bateram Dabizha/Rudykh (RUS) por 2 sets a 0 (21/18 e 23/21). Mas acabaram superadas na partida seguinte por Claes/Sponcil (EUA) por 2 sets a 1(14/21, 21/12 e 9/15). Com este resultado elas precisarão passar pela repescagem contra as espanholas Liliana e Elsa.

Masculino terá quatro duplas no torneio principal

No torneio masculino a quarta-feira foi dia da segunda rodada da fase de qualificação. As duplas de pior ranking se enfrentam para buscarem as últimas vagas na chave principal. Depois de vencerem uma dupla francesa no primeiro round, Guto e Saymon (RJ/MS) enfrentaram os belgas Koekelkoren e van Walle. Os brasileiros venceram por 2 sets a 0 (21/14 e 21/18) e garantiram a classificação.

Nesta quinta-feira eles começam a disputa no torneio principal, que terá quatro duplas do Brasil. Saymon e Guto, no grupo F, estreia contra Fijalek/Bryl (POL). No grupo C, Evandro/Bruno Schmidt (RJ/DF) mede forças com Beeler/Krottiger (SUI). Alison e Álvaro Filho (ES/PB) jogam com Priddy/Brunner (EUA) pelo grupo E. Completando a participação brasileira, André e George (ES/PB) encaram Saxton/O’Gorman (CAN) pelo grupo G.

A fase de grupos é composta por 32 times em cada naipe, divididos em oito chaves. Após a primeira fase, os primeiros colocados vão direto às oitavas de final, enquanto segundos e terceiros de cada grupo disputam uma rodada eliminatória anterior, da repescagem (Round 1). O torneio segue com oitavas, quartas, semifinais e disputas de bronze e ouro.

A competição em Viena rende cerca de R$ 150 mil para os campeões dos naipes masculino e feminino. Ao todo, o torneio distribui cerca de R$ 2,3 milhões em premiação aos atletas, além de oferecer pontuação alta para o ranking internacional – 1.200 para os times vencedores.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade