Circuito Mundial

  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Competição em solo romano foi acompanhada por fãs do vôlei de praia em mais de 70 países.
  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Em ano pré-olímpico, WT Finals teve seu formato alterado e reuniu em Roma 110 duplas.

WT Finals vira case de sucesso

Torneio cinco estrelas de FIVB e que encerrou a temporada foi transmitido para mais de 70 países
Por: Redação - 10/09/2019 11:15:43

O World Tour Finals de Roma, competição cinco estrelas da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) e que encerrou no último final de semana o calendário 2019 do Circuito Mundial, provou a força do vôlei de praia mundo afora. O evento que aconteceu no Foro Itálico foi televisionado para mais de 70 países, que viram os títulos de Oleg Stoyanovskiy/Viacheslav Krasilnikov, da Rússia, no masculino, e das alemãs Laura Ludwig/Maggie Kozuch, no torneio feminino.

A competição foi organizada pela FIVB em parceria com a Federação Italiana de Voleibol, o Comitê Olímpico Italiano a Sport e Salute. Durante os cinco dias de jogos, a participação do publico italiano também foi expressiva, com mais de 18,5 mil espectadores. A emissora nacional da Itália (RAI) transmitiu 16 partidas ao vivo. Nos canais oficiais da FIVB, do evento e da Federação Italiana, as finais geraram mais de 36 milhões de impressões, 1000 compartilhamentos em redes sociais e 160 mil usuários engajados falando sobre vôlei de praia.

O sucesso do WT Finals 2019, que pela primeira vez foi disputado em Roma e teve um formato diferente das edições passadas - antes, apenas as 10 principais duplas do mundo disputavam a competição, além de 2 times convidados, enquanto o evento desse ano, pré-olímpico, foi aberto para 57 duplas masculinas e 53 duplas femininas - servirá de modelo para eventos futuros da FIVB.

"O evento foi ótimo e será usado como modelo para eventos futuros. Os atletas e demais interessados estão muito felizes por fazer parte desse movimento, e o resultado deste evento confirma nossa visão para o futuro do vôlei de praia”, afirmou o diretor geral da FIVB, Fabio Azevedo.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade