Circuito Mundial

  • Crédito: FIVB

    Brasileiro Ary Graça Filho (centro) seguirá como presidente da FIVB até 2024.

Caminho livre para reeleição na FIVB

Sem oposição, Ary Graça será reeleito na presidência na entidade máxima do voleibol
Por: Redação - 06/04/2016 14:47:01
707 visualizações

O brasileiro Ary Graça Filho será o presidente da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) pelos próximos oito anos. Com o encerramento do prazo de candidatura das chapas para a eleição da entidade que regulamenta a modalidade, no último dia 4, somente a situação apresentou-se ao pleito. Sem oposição e com o apoio integral das cinco confederações internacionais - Sul-Americana, Asiática, Europeia, Africana e da América do Norte e Central -, Ary Graça será reeleito presidente para o octênio 2016-2024 no 35º congresso mundial da FIVB, que em acontece em outubro na Argentina.

Ex-presidente da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), cargo que ocupou entre os anos de 1997 e 2014, período em que o voleibol brasileiro passou por uma grande estruturação e alcançou o nível de potência mundial, Ary Graça Filho assumiu a função máxima da FIVB em 2012. Em sua gestão foi estabelecida a Continental Cup, competição que se notabilizou como a mais democrática do vôlei de praia internacional e que garante acesso a países dos cinco continentes aos Jogos Olímpicos.

Outra medida tomada pela atual gestão nos últimos anos foi o apoio da tecnologia para o avanço do jogo - tanto dentro quanto fora das quadras -, tornando a modalidade mais atrativa ao grande publico e mais seguro aos atletas, principalmente com a utilização do sistema de desafio por vídeo nos principais eventos.

O primeiro mandato do brasileiro chegaria ao fim em dezembro de 2016, mas o mandatário teve o apoio dos dirigentes da entidade, oficializando candidatura única nesta quarta-feira. Ary Graça aproveitou para agradecer a confiança e reafirmar seu compromisso com o desenvolvimento do voleibol no mundo. “É uma honra ser o presidente da maior federação internacional do mundo e estou lisonjeado por ter este voto de confiança. Eu estou ansioso para ter uma oportunidade de construir o rápido desenvolvimento da FIVB, à medida que trabalhamos juntos para fazer do voleibol o esporte de entretenimento número 1 do mundo para a família”, disse.



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade