Circuito Mundial

  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Topo do pódio do torneio quatro estrelas de Itapema em 2018 foi dominado por duplas brasileiras.
  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Vizinha da badalada Balneário Camboriú, Itapema é um dos principais destinos do litoral catarinense.

Dezesseis chances de medalhas

Brasil terá 16 duplas em ação no torneio quatro estrelas de Itapema, do Circuito Mundial
Por: Redação, com assessoria - 08/05/2019 13:14:26

Sede da próxima competição de peso do Circuito Mundial de vôlei de praia, que acontece entre os dias 14 e 19 de Maio, em Itapema, Santa Catarina, o Brasil vai com tudo em busca de medalhas. Ao todo, 16 duplas nacionais, entre homens e mulheres, estarão na disputa. O torneio nível quatro estrelas da Federação Internacional de Voleibol (FIVB), e que conta pontos para a corrida olímpica.

Será o segundo ano consecutivo que a cidade litorânea no sul do país recebe uma etapa chancelada pela Federação Internacional de Voleibol (FIVB). Em 2018, o alto do pódio foi 100% brasileiro, com Evandro e André Stein vencendo os noruegueses Sorum e Mol, dupla sensação do circuito, por 2 sets a 0 (21/18 e 21/16) e Ágatha e Duda superando, também por 2 sets a 0 as suíças Heidrich e Vergé-Depre (21/19 e 21/17).

No torneio desta temporada, oito dos 16 times brasileiros inscritos já estão garantidos na fase de grupos: Evandro e Bruno Schmidt, Pedro Solberg e Vitor Felipe, Guto e Saymon, Thiago e Oscar, na chave masculina, e Ágatha e Duda, Fernanda Berti e Bárbara Seixas, Carol Solberg e Maria Elisa e Tainá e Victoria, na chave feminina. 

As outras oito duplas disputam o classificatório e precisam vencer partidas eliminatórias diretas para conquistarem uma das oito vagas à fase de grupos. No masculino, estão inscritos Alison e Álvaro Filho, André Stein e George, Hevaldo e Arthur Lanci e Jô e Luciano, enquanto no feminino buscam as vagas as duplas Ana Patrícia e Rebecca, Ângela e Carol Horta, Josi e Neide e Talita e Taiana.

Quem vai jogar o Circuito Mundial pela primeira vez em Itapema é a mineira Ana Patrícia. Apesar de ter atuado na cidade pelo Circuito Brasileiro, em 2017, ela ficou de fora da competição internacional na temporada passada, por lesão. E a bloqueadora chega embalada, já que ao lado de Rebecca venceu o torneio quatro estrelas de Xiamen, na China, no mês passado.

“Em 2018, tinha fraturado o dedo e fiquei de fora, foi algo que me deixou muito triste, pois era uma etapa dentro do Brasil. E jogar em casa pelo Circuito Mundial é especial, o sentimento é diferente. Mas esse ano estaremos lá, estou feliz e com a expectativa de que façamos um bom torneio. Queremos manter a energia que temos colocado em quadra, acho que tem sido o diferencial da nossa dupla. Vamos buscar um bom resultado”, destacou.

Além dos times brasileiros, duplas representando 26 países diferentes estarão nas disputas por medalhas, sendo oito medalhistas olímpicos.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade