Circuito Mundial

  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Ágatha e Duda lideram a corrida olímpica feminina do Brasil.
  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Evandro (foto) e Bruno Schmidt buscam sua segunda participação olímpica.

Corrida olímpica pega fogo

Etapa de Moscou do Circuito Mundial começa a definir duplas classificadas para Tóquio 2020
Por: Redação - 13/08/2019 13:49:45

O grande objetivo das principais duplas de vôlei de praia do Brasil dentro do Circuito Mundial nesse ano é claro: garantir vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O país conta com duas vagas garantidas para a competição, tanto no masculino quanto no feminino, e adotou um sistema próprio de qualificação. A etapa quatro estrelas de Moscou do Circuito Mundial, que começa nesta quarta-feira (14) é fundamental dentro desse processo.

De acordo com os critérios definidos pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), a corrida olímpica nacional leva em conta a soma dos 10 melhores resultados obtidos nas principais etapas do circuito, de quatro e cinco estrelas, além do Campeonato Mundial, entre primeiro de fevereiro de 2019 e 28 de fevereiro do ano que vem. O peso da pontuação dos torneios varia de acordo com a classificação das duplas e, claro, o número de estrelas da competição.

O torneio na capital russa será o 12º com quatro ou mais estrelas para os homens. Bruno e Evandro lideram a corrida olímpica, com 5.570 pontos até aqui. Eles disputaram todas as grandes etapas até aqui e já têm resultados para descartar. Alisson e Álvaro Filho figuram na segunda colocação na corrida olímpica, com 5.200 pontos em 10 torneios disputados. André e George aparecem logo atrás, com 4.450 pontos em 9 torneios. Completam a lista Guto e Saymon, que somam 2.570 pontos em 7 torneios - Vitor Felipe e Pedro Solberg somam 2.850 pontos, mas abriram a dupla recentemente e estão fora da disputa interna.

A corrida olímpica feminina também está marcada pelo equilíbrio entre os times: Ágatha e Duda lideram com 5.910 pontos, seguidas de perto por por Ana Patrícia e Rebecca, com 5.750 pontos. Ambas as duplas jogaram todas as 10 competições que somam pontos na corrida olímpica até aqui. Carol Solberg e Maria Elisa estão em terceiro, com 4.580 pontos (em 9 torneios), Bárbara Seixas e Fernanda Berti estão com 3.820 pontos (em 9 torneios) e Talita e Taiana contam com 3.560 pontos (em 8 torneios).

A etapa quatro estrelas de Moscou renderá 800 pontos ao time campeão, 720 pontos ao vice e 640 pontos ao terceiro colocado. Após a etapa russa, restará uma etapa quatro estrelas a ser disputada em 2019: Chetumal, no México, entre os dias 13 e 17 de novembro.

 

Confira a corrida olímpica brasileira:

Feminino

Ágatha/Duda - 5.910 pontos

Ana Patrícia/Rebecca - 5.750 pontos

Carol Solberg/Maria Elisa - 4.580 pontos

Bárbara Seixas/Fernanda Berti - 3.820 pontos

Talita/Taiana - 3.560 pontos

 

Masculino 

Evandro/Bruno Schmdit - 5.570 pontos

Alison/Álvaro Filho - 5.200 pontos

André Stein/George - 4.450 pontos

Vitor Felipe/Pedro Solberg - 2.800 pontos

Guto/Saymon - 2.570 pontos


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade