Campeonato Mundial

  • Crédito: Denis Ferreira Netto/CBV

    Ricardo se impõe na rede e garante vitória brasileira.

Mesmo com derrotas, Brasil avança

Álvaro Filho/Vitor e Pedro/Evandro perdem, mas se classificam como melhores terceiros colocados
Por: Redação - 30/06/2015 19:27:57

No último dia de disputa da fase de grupos do Campeonato Mundial, duas duplas brasileiras se classificaram para a sequência da competição, realizada na Holanda. Na tarde desta terça-feira (30.06) Álvaro Filho e Vitor Felipe não suportaram o volume de jogo dos norte-americanos Jake Gibb e Casey Patterson e foram derrotados por 2 sets a 1 (21/12, 17/21 e 15/10). Quem também entrou em quadra pelo encerramento da primeira fase foi a dupla Pedro Solberg e Evandro, mas apesar da luta os cariocas levaram a pior para Alexander Walkenhorst e Stefan Windscheif, da Alemanha, por 2 sets a 1 (10/21, 21/18 e 15/12). Apesar dos resultados negativos ambos os times seguem no torneio, como terceiros melhores colocados das chaves K e L, respectivamente.

Já classificados, Ricardo e Emanuel confirmaram a boa fase e venceram os espanhóis Pablo Herrera e Adrian Gavira por 2 sets a 0 (24/22 e 21/18), mantendo a invencibilidade no Mundial e garantindo um cruzamento teoricamente mais fácil na próxima fase, que se inicia amanhã.

Em Apeldoorn, Alison e Bruno Schmidt buscam vaga para as oitavas de final diante dos franceses Youssef Krou e Edouard Rowlandson às 14h, no horário de Brasília. Pedro Solberg e Evandro jogam contra o forte time da Polônia, Grzegorz Fijalek e Mariusz Prudel, às 13h em Roterdã. Às 15h, também em Roterdã, Álvaro Filho e Vitor Felipe enfrentam os donos da casa Alexander Brouwer e Robert Meeuwsen. Ricardo e Emanuel seguem realizando seus jogos em Amsterdã, e encaram os poloneses Kadziola e Szalankiewicz às 16h.

No confronto mais aguardado pelo grupo G, Ricardo e Emanuel encararam os espanhóis Pablo Herrera e Adrian Gavira, que semana passada, na fase de oitavas do Grand Slam de São Petersburgo haviam vencido os brasileiros por 2 sets a 0. Hoje, sob a arena lotada em Amsterdã, os atuais campeões do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia deram o troco na mesma moeda.

Logo no início do primeiro set, a dupla conseguiu quebrar o serviço adversário e abrir 7/4. A Espanha se recuperou, e sob o comando de Gavira, bem no saque, empatou o jogo em 9/9, e virou nos lances seguintes, com 14/13. Após levantamento preciso de Emanuel, Ricardo cravou a bola do outro lado da rede para igualar novamente o marcador, em 16/16. O set seguiu equilibrado até a reta final, com os espanhóis passando mais uma vez a ter vantagem em número de pontos.

Pablo Herrera parou Ricardo no block e alcançou o ponto do set, mas Emanuel, no lance seguinte, deixou novamente o placar em igualdade, com 21/21. A parceria verde e amarela conquistaria mais duas oportunidades de fechar a primeira etapa, encerrada em 24/22.

Ricardo e Emanuel não deixaram o ritmo cair no início do segundo set, e com facilidade abriram 7/2. Precisando reverter o revés no set anterior, o time espanhol começou a acumular sucessivos erros não forçados, e o Brasil seguiu no comando do jogo.

Na reta final, Herrera e Gavira passaram a encaixar boas bolas, e diminuíram a diferença que havida sido de seis pontos para apenas um, com 19/18. Mas os brasileiros, com maior rodagem, não se intimidaram e alcançaram o match point no lance seguinte, após bela largada de Emanuel. O paranaense ainda fecharia o set de maneira triunfal. No principal rally do jogo, Emanuel explorou o bloqueio adversário para fechar o set em 21/18 e o jogo em 2 sets a 0.

“Sabíamos que o jogo seria muito duro, na última competição eles acabaram vencendo nossa equipe. Mudamos a estratégia para essa partida, e deu certo. O Emanuel foi muito feliz, virou quase todas as bolas do jogo. Mantivemos o ritmo e fizemos com que eles precisassem mudar os planos no meio da partida”, analisou Ricardo.

“Passar em primeiro lugar no grupo é muito importante pelo fator emocional, você já chega concentrado e motivado para o próximo jogo. Também por você pegar um adversário que foi terceiro colocado em outra chave, então temos essa vantagem. Fizemos um trabalho muito bacana nesse grupo, a gente cresceu na hora certa”, disse Emanuel.

Na cidade-sede de Roterdã, Pedro Solberg e Evandro encararam Alexander Walkenhorst e Stefan Windscheif, da Alemanha, precisando de uma vitória para não depender de outros resultados para se classificar à sequência do campeonato. E no que dependesse do início do jogo, com Evandro anotando 3/0 no saque, o objetivo dos brasileiros seria cumprido. A dupla ampliou a vantagem para 11/5 com ótima percepção de Pedro Solberg na rede, e na sequência abriu dez pontos. Dominante, o time fechou a primeira parcial em 21/10. Pedro e Evandro começaram o segundo set com o camisa um marcando 7/3. Mas, os alemães passaram a gostar do jogo e levaram a melhor no set, com 21/18, e forçaram o tie-break. O set desempate foi disputado lance a lance até a casa dos 11 pontos. A partir daí, a Alemanha foi mais eficiente e fechou a etapa final em 15/12.

O último confronto brasileiro do dia na Holanda foi uma verdadeira pedreira para Álvaro Filho e Vitor Felipe. Os norte-americanos Jake Gibb e Casey Patterson, campeões da última etapa do Circuito Mundial, começaram dominando o jogo, e em um ace de Patterson abriram 16/9. Após erro não forçado de Álvaro Filho, os Estados Unidos levaram o primeiro set em 21/12.

Em desvantagem, os paraibanos aceleraram o jogo no início do segundo set, e em grande lance de Vitor Felipe abriram 4/2. O time adversário reagiu, e igualou o marcador em 9/9. As equipes seguiram alternando bons momentos e trocando pontos na sequência da etapa, e na reta final Alvinho explorou o bloqueio de Casey Patterson para fechar o set em 21/17.

Logo no início do terceiro set os norte-americanos emplacaram três pontos de vantagem sobre os brasileiros - diferença que seria determinante para o resultado do jogo. Na raça, Álvaro Filho e Vitor Felipe pressionaram os rivais e diminuíram a diferença para dois pontos, com 10/8. Só que Casey Patterson desequilibrou no fim da partida e fechou o set em 15/10 e o jogo em 2x1.

 


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade