Campeonato Mundial

  • Crédito: Heuler Andrey/AmoVôleidePraia

    Com 2,10 m, o gigante Evandro solta o braço no saque.
  • Crédito: Denis Ferreira Netto/CBV

    Saque de Maria Elisa foi considerado o melhor do Campeonato Mundial 2015.
  • Crédito: FIVB

    Apelidado de Black Mamba, Evandro se destacou no Circuito e Campeonato Mundial.

Evandro e Maria Elisa tiram onda no saque

Atletas foram destaque no fundamento em 2015 e disputam enquete promovida pela FIVB
Por: Rafael Nascimento - 03/02/2016 11:30:51
1.069 visualizações

Seja no ataque ou defesa, junto à rede ou no fundo da quadra, o trabalho completo de fundamentos do vôlei de praia reconhecidamente é um dos segredos para o alto desempenho do Brasil nas principais competições internacionais. A prova disso é que frequentemente os atletas brasileiros se destacam em premiações individuais. Uma enquete no site da Federação Internacional de Voleibol (FIVB) elenca o saque de Evandro e Maria Elisa entre os mais letais da atualidade. É a terceira enquete envolvendo atletas brasileiros em diferentes fundamentos da modalidade em 2016.

Tanto Evandro, nascido no Rio de Janeiro (RJ), quanto Maria Elisa, que nasceu em Resende (RJ), obtiveram destaque individual. Ao lado de Juliana, Maria Elisa acumulou bons momentos ao longo da última temporada, com destaque para as campanhas do Major Series de Stavanger e do Grand Slam de São Petersburgo, onde obteve as medalhas de ouro e prata, respectivamente. Mas sua mão pesada entraria mesmo no Campeonato Mundial, onde subiu ao pódio na 3ª colocação e foi escolhida a dona do melhor saque do evento. Atualmente a carioca forma dupla com Liliane Maestrini França, a Lili.

Evandro foi além. Seus 2,10 m de altura o tornaram um verdadeiro especialista em saques potentes. No Campeonato Mundial da Holanda, por exemplo, disputado entre junho e julho do ano passado e onde conquistou a medalha de bronze ao lado do parceiro Pedro Solberg, Evandro anotou impressionantes 30 aces ao longo da competição, alcançando uma velocidade máxima de 97 km/h. Ao fim de 2015, o carioca concluiu a temporada com o vice-campeonato do Circuito Mundial, e o aval da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) para representar o país nas Olimpíadas.

“Essa lembrança da FIVB me motiva bastante, estou muito feliz por tudo o que aconteceu na última temporada. Ser eleito o melhor saque do mundo, na Copa do Mundo e no Circuito Mundial foi resultado de muito trabalho. Pretendo chegar com o saque afiado também nas Olimpíadas, mas antes temos que pensar nos Circuitos Brasileiro e Mundial”, ressalta “Black Mamba”, como o jogador é carinhosamente conhecido.

Aos 25 anos, Evandro se prepara para a temporada mais importante da vida. A estreia em 2016 acontece no Open de Maceió, de 23 a 28 de fevereiro. No plano de trabalho do time, também está o Super Praia, torneio que fecha a temporada 2015/16 do Circuito Brasileiro e acontece entre 5 e 8 de maio em João Pessoa (PB), além dos Grand Slams de Moscou, de 24 a 29 de maio, e Hamburgo, de 7 a 12 de junho. “Meu foco no momento está nos treinamentos. Desta maneira, posso regularizar ainda mais meu saque e, quem sabe, fazer mais pontos. Cada dia que passa é um dia a menos para a estreia nos Jogos Olímpicos, então a estratégia está montada. Temos que continuar fazendo aquilo que fazemos melhor, treinar bastante e acertar os últimos detalhes para chegar bem nas competições”, afirma o atleta.

Antes de decidir o melhor saque da temporada passada, a FIVB colocou em votação os atletas mais ofensivos de 2015. A octacampeã Circuito Mundial, Juliana foi eleita a melhor pontuadora do ano passado, enquanto Fernanda Berti, atual vice-campeã mundial, levou a melhor na enquete onde os internautas escolheram o melhor atacante.



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade