Olimpíadas

  • Crédito: Divulgação/FIVB

    Nicolai/Lupo e Plavins/Tocs colocaram Itália e Letônia na rota dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Itália e Letônia conquistam bilhete olímpico

Nicolai/Lupo e Plavins Tocs vencem fase final do Pré-Olímpico e garantem vaga à Tóquio 2020
Por: Redação - 21/09/2019 09:36:22

Os italianos Paolo Nicolai/Daniele Lupo e os letões Martins Plavins/Edgars Tocs estão classificados para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Neste sábado (21), as duplas avançaram à fase final do torneio Pré-Olímpico, disputado em Haiyang, na China, e venceram seus confrontos pela fase semifinal, garantindo os bilhetes olímpicos. Com isso, os italianos defenderão sua medalha de prata conquistada nos Jogos do Rio 2016. Os letões, por sua vez, disputarão seu primeiro torneio olímpico como dupla.

O dia começou indigesto para Nicolai e Lupo, que perderam para os suíços Mirco Gerson/Adrian Heidrich por 2 sets a 0 (24/26 e 24/22), pelo encerramento da terceira fase. Mesmo assim, avançaram ao grupo dos quatro melhores times do Pré-Olímpico, na segunda colocação do Grupo I. No jogo mais importante da competição, os italianos se impuseram e venceram Alexander Brouwer/Robert Meeuwsen, medalhistas de bronze no Rio 2016, por 2 sets a 0 (21/17 e 21/19).

“Foi um torneio bem diferente, com muitos grupos e jogos até alcançarmos as finais. Tínhamos jogado muitas vezes contra os holandeses, as duas equipes se conheciam muito bem. Mas era o nosso dia e estamos muito orgulhosos em representar a Itália novamente nas Olimpíadas”, celebrou Paolo Nicolai, que ao lado de Daniele Lupo disputou as últimas duas Olimpíadas, Londres 2012 e Rio 2016, e obteve a prata no Brasil - o outro ficou com os donos da casa Alison e Bruno Schmidt.

Do outro lado da chave, Plavins/Tocs despacharam os brasileiros André Stein/George no último confronto do Grupo J por 2 sets a 0 (21/17 e 21/16). Horas mais tarde, venceram os russos Ilya Leshukov/Konstantin Semenov, de virada, por 2 sets a 1 (12/21, 22/20 e 15/8).

“Isso é inacreditável”, definiu Martins Plavins. Não esperávamos isso, tivemos que disputar muito jogos duros ao longo da semana, em três grupos para chegar à final. Mas mantivemos o foco e lutamos muito ao longo dos quatro dias do torneio”, completou. Plavins disputou os jogos de Pequim 2008 e Londres 2012, onde obteve a medalha de bronze. Edgars Tocs, por sua vez, disputará um torneio olímpico pela primeira vez.

Antes de Paolo Nicolai/Daniele Lupo e Martins Plavins/Edgars Tocs conquistarem seus bilhetes olímpicos, apenas os campeões mundiais Oleg Stoyanovskiy/Viacheslav Krasilnikov, da Rússia, estavam garantidos em Tóquio 2020. Outras 21 duplas dos cinco continentes completam o número de 24 duplas do torneio olímpico - 15 duplas pelo ranking olímpico, respeitando o número de no máximo duas duplas por país, uma dupla do país anfitrião e as demais dos torneios continentais.


Gol Linhas Aéreas Nissan
Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade