Olimpíadas

  • Crédito: Arquivo Pessoal

    Cida com Duda: mãe e técnica.

Objetivo é Tóquio 2020, diz Cida

Técnica e mãe de Duda Lisboa acha que parceria com Ágatha é porta para Olimpíadas
Por: João Teixeira e Altair Santos - 28/09/2016 16:16:12
803 visualizações

A técnica Cida Lisboa está convicta de que sua filha, Duda Lisboa - principal revelação do voleibol de praia feminino do Brasil - tomou a decisão certa ao encerrar a dupla com Elize Maia, que termina no final de 2016, e iniciar 2017 como parceira da medalhista de prata Ágatha. “A Ágatha é experiente. Construiu um ciclo olímpico. Pesou muito isso. Para a Duda, essa experiência é importante. Ela vai jogar com alguém que já viveu bastante o circuito mundial”, diz Cida.

Cida e Duda foram convencidas a mudar de dupla pela medalhista de ouro em Atlanta (1996), Jackie Silva. “Assim que a Jackie soube que a dupla Ágatha/Barbara Seixas tinha sido desfeita sugeriu a Duda para a Ágatha. Ela treinou a Duda nas categorias de base, conversou comigo e decidimos formar a nova dupla. A Jackie participará da comissão técnica, assim como eu”, explica Cida.

A mãe de Duda, porém, não estará tão presente nos treinamentos da dupla. Ela reside em Aracaju (Sergipe), e possui um centro de treinamento no estado do nordeste. Além disso, toda a sua estrutura familiar está lá. “Por isso, a Duda vai mudar para o Rio de Janeiro e a dupla vai ter o acompanhamento da Jackie. Quando eu estiver no Rio, ajudo a dividir as tarefas. Vamos nos ajudar”, afirma Cida.

A expectativa é de que a dupla Ágatha e Duda estreie na primeira etapa de 2017 do Circuito Brasileiro Open. Em fevereiro, é possível que iniciem a disputa do Circuito Mundial. “Em dezembro, vamos nos reunir para fazer o planejamento e ver quais competições elas vão disputar”, finaliza Cida.



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade