+ Notícias

  • Crédito: CSV.

    Vitor Felipe e Guto conquistaram a medalha de ouro da etapa finals de Residencia, na Argentina.

Brasil conquista o Sul-Americano

Vitor Felipe e Guto são campeões da etapa finals na Argentina e garantem o título do Circuito
Por: Redação - 15/04/2018 22:04:35
649 visualizações

O Brasil é o campeão do Circuito Sul-Americano 2018 no naipe masculino. Vitor Felipe e Guto venceram na noite deste domingo a etapa ‘Finals’ disputada em Resistencia, na Argentina, conquistando além da parada, o título da temporada. A parceria verde e amarela superou na decisão os venezuelanos Charly e Tigrito.

Vitor Felipe e Guto tinham que conquistar o título da etapa e contar com o tropeço dos argentinos Azaad e Capogrosso para deixarem o Brasil em primeiro no ranking. E foi justamente o que aconteceu. Na semifinal, os brasileiros eliminaram os argentinos, e na disputa do ouro, superaram os venezuelanos, por 2 sets a 1 ( 21/18, 19/21 e 15/12).

“Foi uma combinação perfeita de resultados. Conseguimos superar as dificuldades, virar um placar adverso na semifinal, depois superar um ótimo time na decisão. Os meninos da Venezuela são jovens, não conhecíamos muito do jogo deles e eles estavam embalados. Mas conseguimos segurar a pressão, jogamos muito unidos em quadra e tivemos paciência nos momentos difíceis”, disse Vitor Felipe, que completou.

“Ficamos felizes em dar esse título ao Brasil, nós brigamos até o final. Todos os times que representaram o Brasil no Sul-Americano brigaram para ter a melhor posição possível e isso é um reconhecimento geral. Queria agradecer a CBV pela confiança em ter nos convocado para disputar essa etapa. Desempenhamos nosso melhor e esse título vai para casa”, finalizou.

Antes desta etapa, o Brasil aparecia na segunda posição do ranking geral, que soma a pontuação de todas as etapas, com 1.000 pontos. A Argentina liderava com 1.080 pontos. Após o ouro de Vitor/Guto e o quarto lugar dos argentinos, que perderam o bronze para o Chile, o Brasil assumiu a liderança com 1.400, enquanto os argentinos terminaram com 1.360.



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade