+ Notícias

  • Crédito: FIVB.

    Laura Ludwig dominou o Circuito Mundial nos últimos quatro anos.

Ludwig explica sobre a decisão da gravidez

Depois de dominar as competições ao lado de Walkenhorst, lenda alemã vai dar uma pausa na carreira
Por: Redação - 16/04/2018 14:44:56
705 visualizações

Não é por acaso que a atual campeã olímpica e mundial Laura Ludwig se tornou rapidamente uma das grandes estrelas de vôlei de praia de todos os tempos. Como em qualquer esporte, para ser uma jogadora de primeira classe, você precisa mais do que habilidade e talento. As estrelas do esporte costumam ter atributos mentais como se dedicar em todos os treinos.

Juntamente com a sua parceira Kira Walkenhorst, a busca da perfeição por Ludwig tem sido incansável. Duas semanas antes do memorável triunfo nas Olimpíadas do Rio 2016, a dupla viajou para a Áustria para disputar o Major de Klagenfurt. Muitos de suas concorrentes em Copacabana não disputaram do evento realizado nas margens do Lago Wörthersee. As alemãs têm obsessão pelas vitórias. Elas conquistaram a medalha de ouro na etapa do Circuito Mundial e correram para o Rio de Janeiro para faturar a inesquecível medalha de ouro olímpica.

Esse tipo de determinação para ser a melhor é a razão pela qual Laura está pulando a temporada de 2018. Em julho do ano passado, ela e seu marido Morph Bowes, treinador das seleções femininas da Alemanha, tiveram a ideia de ter o seu primeiro filho.

“O plano original era começar uma família depois das Olimpíadas”, explica a atleta de 32 anos, em entrevista ao Beach Major Series. “Sentimos que provavelmente seria o melhor momento, mas, depois de vencer no Rio, nos sentimos incríveis. Não havia como eu querer parar. Nós estávamos no topo do mundo e queríamos ficar lá. Meu primeiro pensamento foi querer ganhar mais torneios”, afirma.

Laura Ludwig preferiu esperar até o último mês de julho, quando conquistou o Campeonato Mundial de Viena, na Áustria. "Morph e eu concordamos em ir para o Campeonato Mundial e depois tentar um bebê", revela.

Mesmo em casa, Laura Ludwig acompanha todas as etapas do Circuito Mundial e aproveita para estudar as adversárias. "Estou espiando as equipes para ver o que estão fazendo", ri Laura. "Com certeza vou ficar em casa por um tempo, mas vou ficar de olho nas nossas adversárias”, confessa.

Começar uma família e não estar na praia é uma nova experiência para Ludwig. Ela ainda mantém altos níveis de aptidão para ter a melhor chance de retornar à areia em forma, após o parto. Seu treinador não permitiria, de qualquer forma, que a alemã baixasse a guarda durante o repouso. "Eu tenho certeza que ele não percebe que eu ainda estou grávida", brinca mais uma vez.

Laura fica feliz em manter a mente aberta sobre como lidar com a maternidade com a vida de uma campeã olímpica. Mas não se engane, logo depois de nascer o seu primeiro filho, os sonhos de títulos olímpicos consecutivos nunca estão longe dos seus pensamentos. "Quando eu era mais jovem, pensava que se eu tivesse filhos, eu definitivamente não voltaria ao Circuito", explica ela. "Eu pensei que só queria estar com minha família se a hora chegasse. Agora, o vôlei de praia é o que eu amo, então não quero desistir por obrigação”, finaliza.

Os apaixonados pelo voleibol de praia não vêem a hora de Laura Ludwig e Kira Walkenhorst retornarem às competições.



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade