+ Notícias

  • Crédito: Wander Roberto/Exemplus/COB

    Jackie eterniza sua marca no Hall da Fama do COB.

Jackie Sílva recebe homenagem do COB

Medalhista de ouro, em Atlanta 1996, recebe do COB o prêmio Adhemar Ferreira da Silva
Por: João Teixeira - 19/12/2018 00:11:09
440 visualizações

O COB(Comitê Olímpico do Brasil) realizou na noite desta terça-feira, 18/12, a entrega do Prêmio Brasil Olímpico, em festa realizada em um teatro localizado na zona norte da cidade do Rio de Janeiro, e realizou uma grande homenagem a Jackie Silva, a grande rainha da praia e campeã olímpica de vôlei de praia nos jogos Olímpicos de Atlanta 1996, em parceria com a carioca Sandra Pires, como prêmio troféu Adhemar Ferreira da Silva, uma homenagem por toda sua trajetória dentro e fora das quadras.

Jackie Silva emocionou o público no seu discurso, quando lembrou o tempo em que se posicionou contra a Confederação Brasileira de Vôlei e o ex-presidente Carlos Nuzman, e como sofreu severas punições por seu posicionamento.

"Minha história começou em 1986, quando o voleibol deu um grande passo na história, tornando-se o primeiro esporte a ter patrocinadores na camisa. Na época, aquilo foi uma coisa muito importante. Mas aconteceu uma coisa um pouco estranha: só os atletas homens recebiam dinheiro por isso. Eu quis questionar e essa resposta eu não obtive. Em protesto, coloquei o meu uniforme no avesso e fui cortada da seleção brasileira e fui banida do Brasil. Foi então que fui para os Estados Unidos jogar vôlei de praia. Lá me tornei a rainha do voleibol de praia. Dez anos depois, eu voltei para o Brasil junto com a Sandra Pires, campeãs olímpicas, as primeiras mulheres a ganhar uma medalha de ouro no Brasil. Esse prêmio representa não só uma forma de conserto disso tudo, dessas injustiças todas. É um símbolo de uma nova era no esporte nacional, uma nova era do COB, uma nova direção. E que tudo isso que aconteceu, esse meu posicionamento não era uma causa própria. Era a luta pelo direito das mulheres, um direito de todas nós. Então, hoje, o que eu quero dizer é que daqui em diante nunca mais nenhuma mulher seja punida por isso", disse Jackie. A atleta foi aplaudida de pé pelo público presente ao teatro, principalmente pelas mulheres.

A dupla feminina Ágatha Bednarczuk e Duda Lisboa foi eleita as melhores do ano no vôlei de praia.



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade