+ Notícias

  • Crédito: Hall of Fame

    Emanuel com outros homenageados no Hall da Fama, nos Estados Unidos.

Hall da Fama imortaliza Emanuel

Supercampeão torna-se o 13º brasileiro a ter seu nome inscrito no panteão dos heróis
Por: Redação - 23/10/2016 17:45:03
729 visualizações

O Hall da Fama do Voleibil abriu sábado, em Holyoke, no interior de Massachusetts (EUA), para homenagear mais cinco celebridades do esporte, incluindo o maior jogador de vôlei de praia da história: Emanuel.

Além dele, também estavam no grupo que teve seus nomes inscritos no panteão dos heróis o sérvio Nikola Grbic, o técnico coreano Man-Bok Park, a tricampeã olímpica na praia Misty May-Treanor, dos Estados Unidos, e a ex-central, com longa passagem na Superliga, Danielle Scott-Arruda, também norte-americana.

Emanuel tornou-se o 13º brasileiro no Hall da Fama, e se junta a Fofão, Renan Dal Zotto, Bebeto de Freitas, Nalbert, Sandra Pires, Adriana Behar, Shelda, Maurício Lima, Ana Moser, Carlos Arthur Nuzman, Bernard e Jackie Silva.

“O reconhecimento do Hall da Fama fecha com chave de ouro toda a minha história dentro de quadra, onde vivi com intensidade, suor e paixão", disse o Emanuel, que é dono de três medalhas olímpicas (ouro em Atenas-2004, prata em Londres-2012 e bronze em Pequim-2008), entre outros títulos.

O Hall da Fama do vôlei foi criado em 1985 e, a partir de 1998, passou a receber atletas de fora dos Estados Unidos. Atualmente conta com 125 personalidades entre atletas, técnicos e dirigentes que contribuíram para o desenvolvimento da modalidade. O Brasil é o segundo país - empatado com a Rússia - com mais integrantes.

 



Compartilhe



Veja também...

    Deixe um comentário

    Seu e-mail não será publicado. Campos Obrigatórios *

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade